Esporte

Processo está recheado de inconsistências, erros e falta de provas, diz presidente do Batatais

Clube recorre de decisão que o suspendeu por 240 dias; dirigente afirma crer em reversão


Da Redação | 11/09/2019 | 22:53


Torcedores fazem fila para comprar ingressos em bilheteria do estádio Dr. Oswaldo Scatena; punição pode deixar clube sem jogos até 2020 | Foto: B24h

O processo que resultou na suspensão das atividades do Batatais FC por 240 dias está “recheado de inconsistências, erros e falta de provas”. É o que afirma o presidente do clube, José Luis Lobanco Arantes.

Em entrevista à Rádio Difusora, o dirigente do clube afirmou que o Batatais foi pego como bode expiatório pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) e que pode recorrer à Justiça Comum se os recursos no âmbito esportivo forem esgotados.

O clube foi punido por suposto envolvimento com manipulação de resultados, a uma semana da comemoração do seu centenário.

O Batatais foi suspenso em julgamento realizado pelo TJD na segunda-feira (9) e condenado por maioria de votos a pagar uma multa de R$ 70 mil por infringir o artigo 239 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva).

O artigo pune quem deixa de “praticar ato de ofício, por interesse pessoal ou para favorecer ou prejudicar outrem ou praticá-lo, para os mesmos fins, com abuso de poder ou excesso de autoridade”.

“Percebe-se claramente que existe um movimento no tribunal para pegar um bode expiatório e, nesse momento, pela série de acontecimentos que teve neste ano, com as denúncias e tudo, o Batatais foi premiado”, afirmou Lobanco.

O presidente do Batatais disse ainda que conversou com advogados e que eles o deixaram tranquilo sobre a possibilidade de sucesso no recurso do clube.

“Nós vamos entrar com recurso e [...] pedir provas, uma série de coisas. Se for o caso, se não se resolver pelo TJD, nós vamos à instância superior e até à Justiça Comum”, disse.

PUNIÇÕES

Além do Batatais, foram punidos o secretário do clube, Paulo Cesar Garbellini, o Gatão (multa de R$ 1.000 e suspensão de 230 dias por infringir o artigo 239) e o ex-técnico do clube Thiago Oliveira (mesmo artigo, multa de R$ 1.000 suspensão de 120 dias, além de infringir o artigo 243-A, com multa de R$ 1.000 e suspensão de 6 jogos).

Já o atleta Everton Gilio, o Tom, também julgado, foi absolvido no artigo 239 e condenado no 243, parágrafo 1º, com multa de R$ 10 mil e suspensão por 400 dias).

Ainda conforme a ata, há “fortes indícios de participação de outras pessoas” e a investigação continuará. Lobanco foi excluído das investigações por “questão humanitária” --enfrenta problemas de saúde.

Embora pesada, a pena poderia ser até maior, podendo chegar a 360 dias de suspensão e a R$ 100 mil de multa.

O clube ainda foi absolvido de uma denúncia suspeita de infração ao artigo 243-A (atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida, prova ou equivalente).

Como o Batatais já cumpriu 30 dias de uma suspensão preventiva imposta no início de agosto, terá de cumprir 210 dias de punição. Isso significa não disputar a Série A-3 do Campeonato Paulista de 2020.

Agora, o clube fica na dependência de conseguir justamente um efeito suspensivo ou a reversão da punição em instância superior para prosseguir com suas atividades.

“A possibilidade de reversão é muito grande. O problema disso tudo é o custo. O Batatais está sem atividades, sem receita e gastando”, disse Lobanco na entrevista.

Ele afirmou ainda que não questionou os advogados sobre a possibilidade de ser rebaixado à quarta divisão caso não dispute a Série A-3 de 2020.

RECURSOS

Os envolvidos no caso e que sofreram punição do TJD alegam inocência e afirmam que recorrerão das penas. Ao Globoesporte.com, Garbellini disse que iria recorrer, asim como o jogador Tom.

Já o técnico Thiago Oliveira, ao site Futebol Interior, afirmou não ter nenhuma participação no ocorrido, que é inocente e foi enquadrado por conta de uma má interpretação. Disse ainda que vai recorrer da decisão.


COMENTÁRIOS

Mais Lidas no mês


Polícia

Estudante de 11 anos afirma que foi estuprada por filho de sua madrasta

Suspeito foi detido pela PM, mas acabou liberado na delegacia

Turismo e Eventos

Com jogos e 20 horas de open bar, CaipirUSP 2019 será em Batatais

Evento é promovido pelas Associações Atléticas Acadêmicas da USP

Gente

Morre Mary, representante do samba, da comunidade negra e da educação

Maria Aparecida de Oliveira estava internada havia três dias e morreu na madrugada desta quarta

Batatais

Eleição para Conselho Tutelar de Batatais será neste domingo; confira os candidatos

Para votar, é preciso levar o título de eleitor e um documento de identidade com foto

Mais sobre Esporte

Esporte

Batatais FC 100 anos: conhece a história do clube? E as conquistas? Veja aqui

Time já fez final contra o Corinthians e obteve vários acessos em sua trajetória

Esporte

Batatais FC 100 anos: Esqueça o passado recente, há muito o que se celebrar

No time, que celebra o centenário nesta 4ª, surgiram 3 jogadores que disputaram Copa do Mundo

Esporte

Processo está recheado de inconsistências, erros e falta de provas, diz presidente do Batatais

Clube recorre de decisão que o suspendeu por 240 dias; dirigente afirma crer em reversão

Esporte

Batatais é suspenso pela Justiça Desportiva por 240 dias; cabe recurso

Clube vê ameaçada sua participação na Série A-3 de 2020



Copyright © 2019 - BATATAIS 24h | Todos os direitos reservados.


É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo em qualquer meio de comunicação sem prévia autorização.



Byte Livre